Isilda Pegado, presidente da Federação Portuguesa da Defesa da Vida pediu aos participantes do Congresso mundial de oração pela vida, apoio.
Isilda Pegado, presidente da Federação Portuguesa da Defesa da Vida pediu aos participantes do Congresso mundial de oração pela vida, apoio. avizinha-se um novo desafio assinalou referindo-se ao referendo sobre o aborto. O apoio que pediu é concreto quer em oração quer em meios e recursos para esta campanha.
Se até agora, Portugal não tem aborto liberalizado, isso, devemo-lo a Nossa Senhora, frisou.
Esta responsável apontou um estudo em que 75 por cento das inquiridas, diz que se tivesse condições para criar os filhos, não teria abortado. assim – defendeu o aborto é um problema ideológico. E assinalou que o livro do 10º ano de escolaridade, de Filosofia, em matéria de aborto, adianta que a Igreja católica a nível mundial tem distorcido o debate, refere ter lido no manual. Isto para salientar a mensagem que está a ser passada pelos nossos inimigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *