é importante que os doentes do ví­rus da Sida sejam aceites na sociedade. Foi o que defendeu a organização quanto à discriminação que lhes é dirigida.
é importante que os doentes do ví­rus da Sida sejam aceites na sociedade. Foi o que defendeu a organização quanto à discriminação que lhes é dirigida. Pierre Sane, responsável da Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação (UNESCO), incitou os líderes africanos à luta ao racismo e discriminação. Explicou, durante a quarta Cimeira das Cidades africanas, que foi nas grandes cidades que surgiram esses dois problemas. Realizou-se na capital do Quénia, Nairobi.
“é triste dizer que em África os antecedentes étnicos levam ao racismo e à discriminação. Isto retardou o desenvolvimento do continente no combate à discriminação”, começou ele, de acordo com a angop.
a UNESCO realçou a importância da discriminação feita aos doentes da Sida. Defendeu a importância da sua aceitação na sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *