Culinária, decoração, civismo e moral são algumas matérias da formação. Para o director da empresa financiadora, esta iniciativa favorece o progresso do país.
Culinária, decoração, civismo e moral são algumas matérias da formação. Para o director da empresa financiadora, esta iniciativa favorece o progresso do país. Desde quinta 14 de agosto, 180 mulheres recebem formação em artes domésticas, em Luanda. De acordo com a angolapress, o objectivo é transmitir informações sobre arte, a jovens que não continuaram os estudos. Podem adquirir conhecimentos sobre culinária, pastelaria, decoração, mas também, sobre planeamento familiar, moral e civismo, entre outros.
a formação é financiada pela empresa Esso angola e orientada pela associação Samuel Brance Coles. Para o director da empresa, as oportunidades de formação das mulheres ajudam ao progresso do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *