O Papa rezou num momento de oração ecuménico e reafirmou a necessidade de unidade entre as igrejas de tradição cristã.
O Papa rezou num momento de oração ecuménico e reafirmou a necessidade de unidade entre as igrejas de tradição cristã. Bento XVI reafirmou o seu compromisso pessoal na promoção da unidade entre os cristãos, durante a celebração ecuménica das vésperas, na catedral de Regensburg. ali, agradeceu a possibilidade de rezar “juntos”, como o fez com católicos, protestantes e ortodoxos. Essa unidade ” assinalou – serve “para que o mundo creia” e a “seriedade desse compromisso” deve animar o diálogo entre as Igrejas.
“ao dirigirmo-nos ao Senhor, podemos crescer, ao mesmo tempo, na unidade entre nós”, assegurou aos presentes nesta oração ecuménica, com intervenções de líderes de várias tradições cristãs.
O Papa manifestou a sua satisfação pelo recomeço do diálogo teológico entre católicos e ortodoxos sobre “o tema fundamental da koinonia (comunhão)”.
“Rezo e espero que estes colóquios tragam frutos e que a comunhão com o Deus vivo, que nos une, e a comunhão entre nós na fé transmitida pelos apóstolos se aprofundem e amadureçam”, prosseguiu.
Saudando os “amigos das várias tradições da Reforma”, lembrou o “compromisso de busca fatigante para encontrar um consenso a respeito da justificação”, já assinado entre católicos, luteranos e metodistas e que continua a ser “um tema fundamental na vida dos fiéis”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *