andar na rua torna-se complicado para pessoas com problemas de deslocação. Os transportes não dispõem das condições necessárias ao seu acesso. São também muito caros para as suas possibilidades.
andar na rua torna-se complicado para pessoas com problemas de deslocação. Os transportes não dispõem das condições necessárias ao seu acesso. São também muito caros para as suas possibilidades. alguns voluntários tentaram viver as experiências de cegos e deficientes motores, em Salvador, capital do estado da Bahia. Colocaram vendas nos olhos e serviram-se de cadeiras de rodas para que a experiência fosse verdadeira.
Segundo o Portal do Voluntário, foi uma forma de sensibilizar a população para as dificuldades desses deficientes. Os voluntários sentiram o quanto difícil é andar na rua de uma cidade para eles.
a iniciativa realizou-se no dia de aniversário da independência do Brasil, no Campo Grande. a Comissão Civil de acessibilidade de Salvador (COCaS) foi a responsável por esta acção. Integra uma movimentação anterior ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência de 21 de Setembro.
Os transportes públicos nem sempre apresentam as condições necessárias à deslocação desses deficientes. Por outro lado, muitos não conseguem assegurar o seu custo.
Pela mesma ocasião, foi reivindicada a reactivação dos passes “livres. Surgiram em agosto de 2004 e caducaram devido a fraudes. Permitiam que eles circulassem de forma gratuita pelas cidades da capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *