Foi assinado entre o governo de transição em Baidoa e os tribunais islâmicos. aceitaram o compromisso de parar com os confrontos.
Foi assinado entre o governo de transição em Baidoa e os tribunais islâmicos. aceitaram o compromisso de parar com os confrontos. Foi assinado um acordo provisório em Cartum, capital do Sudão, na noite do 4 para o 5 de Setembro. a liga árabe fez de mediadora entre o governo de transição em Baidoa, cidade da Somália situada a 200 quilómetros da capital Mogadí­scio, e os tribunais islâmicos, que tomaram conta de grande parte da Somália.
De acordo com a Missionary Internacional Service News agency, este acordo de paz inclui a formação de uma força policial e de uma armada. ambas as partes assumiram o compromisso de não se rearmar e de não se confrontar. Consentiram, também, conviver sem violência com os países vizinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *