Em África, essa prática substitui a medicina convencional. apesar de ser o principal método de tratamento da saúde, a população tem vergonha de a usar.
Em África, essa prática substitui a medicina convencional. apesar de ser o principal método de tratamento da saúde, a população tem vergonha de a usar. No dia 31 de agosto celebrou-se o Dia da Medicina Tradicional. No continente africano detém um papel importante. Cerca de 80 por cento da população utiliza-a. Os tratamentos convencionais não chegam a todos.
adelaide agostinho, responsável pelo programa de medicina tradicional no Ministério da Saúde de Moçambique, defendeu essa prática, segunda o que divulga a rádio das Nações Unidas. “Em muitas regiões africanas a vida começa, é sustentada e acaba com a medicina tradicional”, disse.
Esta responsável informou que, no entanto, a imagem do método tradicional está em crise. “Em muitas cidades africanas, as pessoas ainda recorrem à medicina tradicional. Mas isto é feito muito às escondidas. é conotada com o obscurantismo”, justificou adelaide agostinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *