” a missão, hoje, é este segredo e este mistério :Cristo quer ser uma palavra em todos os corações e respeita a todos”, afirma o director das Obras Missionárias Pontifícias.
” a missão, hoje, é este segredo e este mistério :Cristo quer ser uma palavra em todos os corações e respeita a todos”, afirma o director das Obras Missionárias Pontifícias. ” a missão, hoje, é algo que não cabe numa definição, é essencialmente este movimento de Cristo que se vai dando a conhecer”, salientou o padre Durães Barbosa, durante a eucaristia de encerramento do Curso de missiologia.
Já terminaram os trabalhos da edição de 2006 do Curso de Missiologia, que decorreu até ontem, 26 de agosto, em Fátima.
Das cinco dezenas de participantes, um número recorde de inscritos, 11 finalistas receberam o diploma de participação nesta formação bienal.
Na entrega dos diplomas, o missionário espiritano salientou que o curso pretende “dar a conhecer realidades e situações” que reflectem o facto da “igreja ser essencialmente missionária”.
actualmente ” frisou ” a missão não se situa apenas num espaço geográfico mas, assume uma dimensão “em toda a parte”, inclusive já se fala de “ag gentes na Europa, o que não era antes”.
ao longo de uma semana, cinco formadores lançaram as bases da teologia missionária, a partir da Bíblia, história, espiritualidade e metodologia. O testemunho do missionário da Consolata, na Tanzânia, Manuel Nobre permitiu aos participantes aperceberem-se da realidade em terras de missão.
O curso de missiologia decorrerá, de 20 a 25 de agosto de 2007 e corresponde ao segundo ano de formação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *