Hezbollah libanês e Israel proclamaram-se, à pressa, vencedores da guerra que durou 34 dias. a pergunta não será apropriada: Mas quem venceu a guerra, afinal?
Hezbollah libanês e Israel proclamaram-se, à pressa, vencedores da guerra que durou 34 dias. a pergunta não será apropriada: Mas quem venceu a guerra, afinal?O cessar-fogo entrou em vigor a 14 de agosto. Demasiado tardio para um Líbano semeado de destruição. Frágil e cheio de incertezas para os observadores. Segundo o embaixador libanês nas Nações Unidas (ONU), é o “momento da verdade”.
a resolução 17001 da ONU não deixa de ser uma vitória da diplomacia. Vitória cheia de ambiguidades, sujeita a interpretações contraditórias que ambos os contendores não deixarão de fazer. Interpretações que podem ameaçar e pôr em risco a paz.
O sucesso ou não do cessar-fogo depende da consciência que os beligerantes tiverem dos ganhos da guerra. Na verdade o que é que ganhou o Hezbollah ao atacar Israel? Segundo o jornal francês “Le Monde”, terá perdido a sua influência no sul do Líbano. Que ganhou Israel invadindo e destruindo o Líbano? aumentou o ódio contra o estado hebraico entre os muçulmanos. Israel não conseguiu a libertação dos seus dois saldados.
é óbvio que ambos, de certo modo, perderam a guerra. Mas quem mais perdeu foi o Líbano, agora destruído e enlutado. Mais uma vez envolvido em ingerências estrangeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *