Papa volta a apelar à paz no Médio Oriente. Pediu orações e à comunidade internacional para que intensifique esforços numa “solução justa” para o Médio Oriente.
Papa volta a apelar à paz no Médio Oriente. Pediu orações e à comunidade internacional para que intensifique esforços numa “solução justa” para o Médio Oriente. Bento XVI voltou a pedir à comunidade internacional que aumente os seus esforços para chegar a uma “solução justa” no Oriente Médio. Defendeu ainda que é necessário que “a razão, a boa vontade e a confiança” prevaleçam sobre o conflito.
Durante a audiência pública das quartas-feiras, lembrou as palavras de Paulo VI, num discurso na ONU, em 1965. “Nunca mais uns contra os outros. Se quereis ser irmãos, deixai cair as armas de vossas mãos”, disse.
O Papa pediu também aos milhares de fiéis que continuem a rezar para obter o dom da paz, repetindo as palavras de João Paulo II “é possível mudar o curso dos acontecimentos quando prevalecem a razão, a boa vontade, a confiança no outro, a aplicação dos compromissos assumidos e a cooperação entre parceiros responsáveis. ” O Sumo Pontífice encorajou os esforços “para obter enfim um cessar-fogo e uma solução justa e duradoura para o conflito”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *