a revista “Gazetinha” pretende ajudar famílias separadas durante a guerra. Divulga fotos de pessoas que procuram ou são procuradas por familiares. Vai ser distribuí­da em Portugal.
a revista “Gazetinha” pretende ajudar famílias separadas durante a guerra. Divulga fotos de pessoas que procuram ou são procuradas por familiares. Vai ser distribuí­da em Portugal. São mais de 18 mil angolanos que procuram pelos seus familiares. O Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e a Cruz Vermelha de angola (CVa) têm desenvolvido esforços para reorganizar famílias. O lançamento da revista “Gazetinha” desde Março 2003 é prova disso.
O seu lema é “ajudem-nos a procurar”. O fim a que se destina é precisamente juntar os familiares separados durante a guerra. O primeiro número apresentava 881 crianças e 2. 352 adultos procurados. Os familiares separados podem reconhecer-se através das fotos que a revista apresenta.
“achar uma pessoa desaparecida é um processo extremamente difícil e longo”, lamenta abel Silva, um dos directores da CVa. a angonotícias também refere que, desde 2002, mais de 590 crianças já foram restituí­das às suas famílias, mas, ainda muitos procuram pelos filhos.
a “Gazetinha” vai ser distribuí­da em diversos países, onde haja muitos angolanos. Portugal será um desses. Para Fabrizio Carboni, director adjunto da delegação do CICV em angola, os meios de comunicação social desempenham um papel muito importante. Diz serem fundamentais na sensibilização das pessoas e na partilha de informações dos desaparecidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *