UNICEF apela a que situação de crianças não seja esquecida. No meio deste conflito elas sofrem de medo e insegurança.
UNICEF apela a que situação de crianças não seja esquecida. No meio deste conflito elas sofrem de medo e insegurança. a UNICEF apela para que não seja esquecida a crise humanitária que se vive em Gaza. Só em Julho, foram mortas 35 crianças em Gaza, um dos mais elevados números de vítimas dos últimos seis anos” afirmou Dan Rohrman, representante da UNICEF nos territórios palestinianos.
as crianças – insiste Dan Rohrman – “estão a viver num clima de extrema insegurança e de medo”.
Do ponto de vista psicológico, os traumas causados pela perda de familiares e amigos, pelos bombardeamentos e constantes incursões militares afectam muitas crianças.
“as crianças, qualquer que seja a sua idade, têm medo, têm pesadelos, não querem separar-se das mães e temem sair de casa”, diz uma funcionária da UNICEF, Mónica awad. Por isso “um dos projectos mais importantes actualmente em curso consiste no apoio psico-social às crianças e famílias em situação de grande stress, estando no terreno cinco equipas de psicólogos que se deslocam até às zonas de maior crise” afirmou Dan Rohrmann. “actualmente temos capacidade para chegar a 5 000 crianças e pais, mas estamos a procurar alargar este apoio a mais 10 000 pessoas”. Para responder à crescente procura de assistência psico-social, a UNICEF abriu 20 novos centros de apoio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *