Embarque às 22. 40 horas. Partida para Luanda. Cinco missionários da diocese de Leiria-Fátima estão a caminho de Novo-Redondo-Sumbe. Vão abrir a missão do Gungo.
Embarque às 22. 40 horas. Partida para Luanda. Cinco missionários da diocese de Leiria-Fátima estão a caminho de Novo-Redondo-Sumbe. Vão abrir a missão do Gungo. Três leigas e dois sacerdotes, carregados de malas e caixas. Medicamentos, livros, além dos objectos pessoais; quase 500 quilos. Mais a bagagem de mão. Um quebra-cabeças no “chek-in”.
Tudo coberto por sorrisos e boa disposição. Um certo nervosismo mal disfarçado, que aguçava o apetite. acompanhados por parentes e numerosos amigos, vindos da paróquia dos Marrazes, das Chãs, de Regueira de Pontes e outras localidades.
Todos tinham um presente para entregar, um abraço de despedida, um voto para a missão, uma promessa de oração para acompanhar as jovens Sónia Cruz, Vera Pereira e Catarina Bagagem.com elas partem os padres David Nogueira, responsável da missão do Gungo, e Ví­tor Mira, que acompanha os missionários nos primeiros seis meses.
O protocolo assinado pelas duas dioceses, com duração de 10 anos, começa a realizar-se com este primeiro passo. Pela primeira vez uma diocese portuguesa assume o compromisso de evangelizar um território em África. Um gesto que já começou a ser questionado por outras dioceses: “Têm-me interrogado sobre o projecto”, referiu Ví­tor Mira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *