As mulheres guineenses que integram os clubes de agricultores das comunidades de Dame-sor, Dame-wabe, Dame-te, Sormon, Blassar, Lendem, Ncor e Ntchula, têm já na sua pose uma “vasta gama de sementes hortícolas de grande qualidade germinativa e com variedades diversificadas”, destacam os envolvidos na iniciativa.

O apoio em sementes é constituído por variedades como “tomate, pimenta, djagatu (beringela africana), alface, sucul-bembe (família dos pimentos), cenoura, repolho, cebola, pepino e beringela”, adiantam os promotores deste do projeto. Através desta iniciativa pretende-se “aumentar a produtividade e melhorar a dieta alimentar nas comunidades com produtos hortícolas diversificados”, conforme destacam os promotores desta ação.

A distribuição de sementes hortícolas é realizada em Oio e Cacheu pela “ADPP Guiné-Bissau” no âmbito da “Ação IG! Hortas”, uma iniciativa financiada pela União Europeia, que deverá chegar até um total de duas dezenas de comunidades no sector de Bissorã. A ADPP Guiné-Bissau é uma organização não-governamental guineense existente há mais de 35 anos, com a missão de fomentar o desenvolvimento económico, social e cultural.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *