Huí­la, Huambo, Benguela, Uí­ge, Cabinda e Luanda são províncias em que já foram efectuadas experiências relativas ao ensino à distância.
Huí­la, Huambo, Benguela, Uí­ge, Cabinda e Luanda são províncias em que já foram efectuadas experiências relativas ao ensino à distância. Realiza-se em Luanda, desde segunda-feira e até ao dia 28, um workshop sobre a importância das tecnologias de informação e comunicação na formação de professores, nomeadamente no que respeita ao ensino à distância.
Este conta com a participação de um representante do “Bureau” Regional da UNESCO, Organização das nações unidas para a Educação, Ciência e Cultura, da Namí­bia e outro da Universidade de Pernambuco, no Brasil. Estes países detêm, já, grande experiência na utilização dessas tecnologias no ramo da educação.
Segundo a angolaPress, este evento poderá fornecer uma visão geral da Política realizada a nível do uso das tecnologias da comunicação e informação e da sua aplicação no ramo da educação em angola.
Justino Jerónimo, director nacional de formação de quadros, informa que o alvo deste evento são, essencialmente, os professores do ensino secundário. Relativamente à aplicação do Sistema de Ensino à Distância, referiu o exemplo de províncias como Huí­la, Huambo, Benguela, Uí­ge, Cabinda e Luanda que já tiveram alguma experiência na área. Kwanza Sul foi outra das províncias citadas, por já ter utilizado a rádio para fins educativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *