Os Centros Locais de apoio à Integração de Imigrantes são uma oportunidade de “fazer a diferença”, através da “integração de proximidade”.
Os Centros Locais de apoio à Integração de Imigrantes são uma oportunidade de “fazer a diferença”, através da “integração de proximidade”. Portugal “deve recuperar a tradição da hospitalidade”, afirmou o alto Comissário para a Imigração e Minorias étnicas presente, a 5 de Julho, em Leiria, na inauguração do CLaI – Centro Local de apoio à Integração de Imigrantes de 2º geração.
Para Rui Marques, os Centros Locais de apoio à Integração de Imigrantes são uma oportunidade de “fazer a diferença”, através da “integração de proximidade”. E a estas pessoas deve ser dada uma resposta” em todas as áreas, frisou, salientando que “por cada imigrante, há 10 emigrantes no estrangeiro”.
O novo bispo da diocese, antónio Marto entende que “é preciso uma grande sensibilidade cí­vica, de consciência social e educação” para que “possam ser acolhidos e integrados como pessoas, não sujeitos a marginalização, injustiça ou desigualdade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *