Sacerdote que acompanha a comunidade portuguesa em Caracas, alerta para a falta de vocações.
Sacerdote que acompanha a comunidade portuguesa em Caracas, alerta para a falta de vocações. ” a comunidade portuguesa radicada na Venezuela, em particular a de Caracas, de igual maneira como toda a arquidiocese, vive uma grave escassez de sacerdotes. é importante que os jovens respondam ao chamamento de Deus e se entreguem à vocação sacerdotal”, alertou o sacerdote, alexandre Mendonça.
à agência Lusa, pouco depois de ser declarado “madeirense ilustre”, na celebração do Dia da Região autónoma da Madeira em Caracas, o padre que ocupa uma extensa lista de cargos, defendeu que “a situação das vocações é sumamente grave na Igreja local”.
alexandre Mendonça é responsável por várias paróquias, guia espiritual de várias associações de beneficência e colégios, director do Departamento de assistência Social do Clero da arquidiocese de Caracas, capelão da polícia Metropolitana local, assessor do Movimento Sacerdotal Mariano, preside ainda à Fundação Virgem de Fátima e produz o espaço radiofónico “ao encontro do Senhor”, através da rádio “Mágica – 99. 1 FM”.
Este madeirense emigrou para a Venezuela, na década de 60, foi ordenado em 1988, depois de ter estudado na Universidade Católica de Santa Rosa de Lima, em Caracas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *