Casas do Gaiato vão alterar modelo de funcionamento, anunciou a Conferência Episcopal Portuguesa.

Casas do Gaiato vão alterar modelo de funcionamento, anunciou a Conferência Episcopal Portuguesa.
as dioceses com Casas do Gaiato vão alterar o modelo de funcionamento destas instituições, anunciou a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), depois da reunião plenária, em Fátima.
“Esse será agora um trabalho que os senhores bispos, que têm a Obra na Rua (Casa do Gaiato) nas suas dioceses”, irão desenvolver, procurando “ajudar e colaborar num diálogo que se manterá com os padres” responsáveis pelos estabelecimentos, afirmou à agência Lusa, o porta-voz da CEP, Carlos azevedo.
Sem pormenorizar que alterações de funcionamento as instituições irão sofrer, D. Carlos azevedo espera que o “carisma pedagógico” que levou o padre américo a fundar a instituição “se mantenha, mas com um enquadramento social adaptado ao nosso tempo”.
No início de Junho, foi divulgada a acusação do Ministério Público ao director da Casa do Gaiato de Setúbal, pela alegada prática de quatro crimes de maus-tratos a crianças, bem como a outros três funcionários da instituição por ofensas à integridade física dos menores. Na altura, os bispos portugueses mostraram-se preocupados com este tipo de situações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *