é domingo, 18 de Junho. apesar da chuva e do vento arreliadores dos dias precedentes, cresce o entusiasmo à volta dos preparativos para festejar Nossa Senhora da Consolata.
é domingo, 18 de Junho. apesar da chuva e do vento arreliadores dos dias precedentes, cresce o entusiasmo à volta dos preparativos para festejar Nossa Senhora da Consolata. Desde o início de Junho, a festa está a ser cuidadosamente preparada. “é um vaivém contí­nuo sobretudo de jovens da Consolata, de Leigos e de um grupo de casais jovens”, refere à Fátima Missionária, padre José Marçal, superior da Consolata de Águas Santas. “Cabe-lhes concretizar a parte mais delicada e de maior responsabilidade da festa”.
Quem na manhã de domingo chegar ao seminário, vai encontrar um ambiente de festa, ornado de “símbolos, cartazes, folhetos, exposições, livros”, que criam ambiente e favorecem a “sensibilização missionária”. Poderá passar pelas “tradicionais «barracas»: Feira Missionária, Quermesse, Variedades, Quadros e artigos religiosos, Jogo da lata, “Comes e bebes” e Bar”, explica José Marçal.
a Eucaristia é precedida pela procissão com o andor da padroeira da família Missionária da Consolata, às 10,30 horas. Será uma celebração “aberta aos ritmos da missão através dos cânticos, símbolos, gestos e do ofertório solene”, que revertera á favor da campanha “Mães Solteiras de Isiro”, no Congo.
a festa vai prolongar-se pela tarde fora com o convívio e feira missionária. E não vão faltar os “amigos e colaboradores”. José Marçal garante que “a festa da Consolata já faz parte do calendário dos nossos colaboradores”. E afiança: “Quer chova quer faça sol. Trata-se da festa da Mãe”.
a festa é possível graças a duas solidariedades que se cruzam: ” a solidariedade dos que vêm à festa e, em Espírito de partilha, deixam a sua oferta durante a missa, adquirem algum objecto, almoçam, compram umas rifas”, explica o padre José Marçal; e a solidariedade “dos que, muito antes da festa, já oferecem os seus tempos livres, para que tudo, neste dia, responda às solicitações dos que participam”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *