Reunidos em assembleia capitular, os missionários da Consolata da Coreia do Sul apresentam novos projectos para o próximo triénio.
Reunidos em assembleia capitular, os missionários da Consolata da Coreia do Sul apresentam novos projectos para o próximo triénio.

a abertura de uma comunidade entre os pobres da cidade faz parte do projecto de evangelização dos Missionários da Consolata na Coreia do Sul, segundo nos informou Álvaro Pacheco, um dos missionários portugueses e nosso correspondente naquele país.

Do projecto para os próximos três anos faz parte ainda a criação de grupos missionários nas paróquias, que sejam expressão do carácter missionário da Igreja coreana.

Integram as suas actividades e preocupações, disse-nos o missionário português, o diálogo interreligioso, os temas da “Justiça e Paz”, novos areópagos da missão. Os missionários debruçaram-se ainda sobre os assuntos da sua vida e organização internas para melhor definirem o seu estilo de missão.

Nos trabalhos estiveram acompanhados pelo vice-superior geral, Estêvão Camarlengo, e por Ernesto Viscardi, superior dos missionários da Consolata da Mongólia, o outro país asiático onde a Consolata está presente. O grupo coreano é constituído por nove missionários, dois deles portugueses, Álvaro Pacheco e Pedro Louro, assim como por um grupo de cinco seminaristas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *