Número de casamentos está a baixar, atingindo o valor mais baixo dos últimos anos.
Número de casamentos está a baixar, atingindo o valor mais baixo dos últimos anos. O número de casamentos voltou a baixar, pelo sétimo ano consecutivo, em Portugal. Os dados do Instituto Nacional de Estatí­stica (INE) apontam para 48. 667 matrimónios, um número que só tem paralelo com o ano de 1940.
O INE adianta que, entre 1975 e 2005, o ano em que houve maior número de matrimónios foi o de 1975 (103125), na sequência da Revolução dos Cravos.
o sociólogo, investigador do Instituto de Ciências Sociais, Pedro Moura, o decréscimo de matrimónios justifica-se por uma “certa descrença no casamento”, que se prende com uma “tendência para a individualização e um não comprometimento”.
Outra socióloga, ana Torres defende que o casamento não está em crise porque muitos divorciados voltam a casar. Mas “as pessoas têm cada vez mais a partir para uma coabitação e, só depois para o casamento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *