Comunidade internacional diminui ajuda aos refugiados no norte de Moçambique. Redução de verbas já obrigou a despedimentos e a redução no apoio concedido.
Comunidade internacional diminui ajuda aos refugiados no norte de Moçambique. Redução de verbas já obrigou a despedimentos e a redução no apoio concedido. De quase três milhões para pouco mais de um milhão de euros. a comunidade internacional diminuiu o apoio concedido aos refugiados de Marretane, norte de Moçambique, de 2004 para 2005.
” a comunidade internacional está a cansar-se do problema dos refugiados e, anualmente, temos assistido a muitos cortes em ajudas”, afirmou o chefe de projectos do Instituto Nacional de apoio aos Refugiados (INaR) de Moçambique .
Damasco Mathe disse à agência Lusa que esta redução de verba por parte dos doadores já obrigou ao despedimento de pessoas e corte nas despesas não alimentares.
Neste momento, há défice nos produtos não alimentares mais importantes para as pessoas, e deparamo-nos com o problema de mantas para distribuir aos refugiados neste Inverno”, sublinhou.
O centro de Marretane, aberto há mais de três anos na província de Nampula, alberga 4 300 refugiados provenientes da região dos Grandes Lagos, na sua maioria da República Democrática de Congo, Burundi e Ruanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *