Papa exorta padres polacos a não abandonarem compatriotas quando eles emigram. E convida-os a serem missionários em países onde a sua falta é mais sentida.
Papa exorta padres polacos a não abandonarem compatriotas quando eles emigram. E convida-os a serem missionários em países onde a sua falta é mais sentida. Partir para países onde a sua falta é sentida. O Papa Bento XVI, no primeiro dia da sua visita à Polónia exortou os padres a serem missionários e a serem-no em países onde é mais necessário.
Os fiéis, disse, “não esperam do padre que seja especialista em economia, arquitectura ou Política, mas mestre da vida espiritual”. O sacerdote ” insistiu – não pode ser egoí­sta nem arrogante.
Durante o encontro com o clero, Bento XVI referiu-se ao desemprego que obriga os polacos a saí­rem de suas terras e e pediu aos padres que não abandonem estes seus compatriotas emigrantes.
No dia em que chegou à Polónia, 70 mil pessoas acompanharam a sua passagem pelas ruas de Varsóvia. além do encontro com o clero, o Papa encontrou-se com o chefe de estado polaco, Lech Kaczynski, e participou num encontro ecuménico na igreja luterana da Santíssima Trindade.
a viagem do Papa à terra natal de João Paulo II termina no domingo, 28 de Maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *