Igreja portuguesa desvaloriza lançamento de “O Código Da Vinci” para evitar mais polémica. única posição oficial foi tomada na Ecclesia.
Igreja portuguesa desvaloriza lançamento de “O Código Da Vinci” para evitar mais polémica. única posição oficial foi tomada na Ecclesia. a Igreja portuguesa desvalorizou o lançamento do filme “O Código Da Vinci” para evitar polémica. aos jornalistas o presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais afirmou que a questão havia sido debatida internamente e que a única posição que oficialmente a Igreja tomou foi uma referência na agência Ecclesia.
Foi deliberada e ponderada tal posição, procurando assim desvalorizar o fenómeno e “não alimentar uma polémica artificial”, procurando evitar “o empolamento do fenómeno”, que afinal até é “um sub-produto” cultural e com créditos que “não merece”.
O filme, como o livro, afirma que Jesus teria tido filhos com Maria Madalena, facto que teria sido escondido pela Igreja Católica. aquando do lançamento em Portugal, a organização católica “Opus Dei” veio a público criticar o livro e o filme.
No mundo tem havido muitas vozes de bispos que apelam aos fiéis para o boicote do filme. a excepção parece ser o bispo de Macau que aconselha a que seja visto para que possa ser discutida esta matéria, à luz da fé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *