Solução para acabar com a fome na américa Latina tem de passar por maior atenção e apoio aos pequenos agricultores e indígenas, afirma representante do Vaticano.
Solução para acabar com a fome na américa Latina tem de passar por maior atenção e apoio aos pequenos agricultores e indígenas, afirma representante do Vaticano. acabar com a fome e fazer com que os pequenos agricultores e indígenas da américa Latina alcancem um nível de vida digno é o objectivo da proposta da Santa Sé apresentada na Conferência Regional para américa Latina, da Organização das Nações Unidas para a alimentação e a agricultura (FaO).
a proposta foi apresentada pelo representante do Vaticano, Renato Volante às delegações de 33 países que participaram nos trabalhos.
Renato Volante denunciou “uma contradição evidente entre as potencialidades concretas e a vontade de actuar, compromissos precisos para garantir não só o consumo, mas as condições sociais mais amplas, a saúde e o nível nutricional da população”.
São poucos os países da américa Latina que irão conseguir reduzir em metade a pobreza no mundo, segundo o programa Metas do Milénio que fixa em 2015, a data para tal estar concretizado.
O prelado apontou como primeiro passo para a resolução deste problema um apoio aos pequenos agricultores, “com frequência esquecidos pelas instituições e pelas formas de cooperação, ou as comunidades indígenas, desarreigadas de seu habitat e obrigadas a modelos de produção e consumo distantes de suas tradições”.
Ou seja, “a segurança alimentar não pode confinar-se às urgências ou ao socorro nas situações de absoluta degradação não mais sustentáveis”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *