O cardeal de Cracóvia agradeceu a Nossa Senhora ter salvo a vida de João Paulo II e, também, a Igreja de Cracóvia que lhe está confiada.
O cardeal de Cracóvia agradeceu a Nossa Senhora ter salvo a vida de João Paulo II e, também, a Igreja de Cracóvia que lhe está confiada. “Hoje ” estou certo! ” João Paulo II está na casa do Pai, mas nós não esquecemos aquilo que então teve de experimentar”. Vinte e cinco anos depois do atentado de que foi vítima João Paulo II, na Praça de São Pedro, e Roma, o seu secretário pessoal recordou a figura do Papa durante as celebrações deste 13 de Maio.
Perante 250 mil fiéis, o arcebispo de Cracóvia frisou ser “um humilde servidor deste grande Papa (João Paulo II) e, ao mesmo tempo, afortunada testemunha da sua santidade. Para isto, vim agradecer”.
E veio também colocar aos pés de Nossa Senhora a Igreja que lhe está confiada, em Cracóvia. Na sua homilia lembrou ainda as aparições e os pedidos feitos aos pastorinhos, acolhidos por João Paulo II. as mudanças foram muitas, na Europa e no mundo desde o atentado. ” O comunismo ateu foi derrotado, e hoje os povos oprimidos podem viver em paz”. O prelado agradeceu ao Senhor a realização da promessa de Maria e “a João Paulo II pela sua sabedoria, docilidade e coragem”. Em dois momentos desta homilia os fiéis corresponderam “í  lembrança do Papa com uma salva de palmas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *