China e Cuba foram eleitas para o Conselho dos direitos humanos que substitui a Comissão dos direitos humanos, desacreditada por ter estados membros que violam os direitos humanos.
China e Cuba foram eleitas para o Conselho dos direitos humanos que substitui a Comissão dos direitos humanos, desacreditada por ter estados membros que violam os direitos humanos. China e Cuba foram eleitas para o novo Conselho dos direitos humanos que vai substituir a Comissão dos direitos humanos, sedeada em Genebra. Foram dois dos 47 países eleitos, numa lista de 64 candidatos.
Este Conselho vem substituir a anterior Comissão desacreditada pela presença entre os seus estados-membros de países que violam os direitos humanos como China e Cuba.
a criação do novo órgão foi aprovada em Setembro passado na Cimeira da Organização das Nações Unidas, no quadro da reforma da organização, mas os Estados Unidos foram contra a forma proposta para o Conselho, considerando que ela não apresenta garantias de que irá funcionar convenientemente.
Os três países do grupo da Europa de Leste são a Rússia, República Checa e Polónia. Os 13 lugares a ocupar por países de África foram entregues à África do Sul, argélia, Camarões, Djibuti, Gabão, Gana, Mali, Marrocos, Maurícias, Nigéria, Senegal, Tunísia e Zâmbia.
Os 13 representantes do continente asiático são a arábia Saudita, Bangladesh, China, Coreia do Sul, Índia, Indonésia, Japão, Jordânia, Malásia, Paquistão, Filipinas e Sri Lanka. No grupo da américa Latina e Caraí­bas, com oito lugares, estão argentina, Brasil, Cuba, Equador, Guatemala, México, Peru e Uruguai.
Nos sete lugares da “Europa Ocidental e outros”, onde estão os Estados Unidos, fazem parte também alemanha, Canadá, Finlândia, França, Holanda, Reino Unido e Suí­ça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *