Qual o papel da mãe? Contra a reprodução artificial, a associação portuguesa de famílias numerosas defende a valorização do papel da mãe, a propósito do Dia da mãe, a 7 de Maio.
Qual o papel da mãe? Contra a reprodução artificial, a associação portuguesa de famílias numerosas defende a valorização do papel da mãe, a propósito do Dia da mãe, a 7 de Maio. “Num tempo em que se fala de procriação medicamente assistida ou seja, de reprodução artificial, e em que o papel do pai, e mesmo da mãe, parece ser cada vez mais dispensável, assistiremos nós ao fim do papel da mãe?” a questão é colocada pela associação Portuguesa de famílias Numerosas (aPFN) a propósito do Dia da mãe que se comemora a 7 de Maio.
a associação defende a família de mãe e pai. “Uma mãe sabe o valor de um filho e de um pai que ame ambos”. Em comunicado, a aPFN espera que o papel da mãe seja valorizado, isto é”seja acarinhado e promovido por todos os que têm responsabilidades politicas sociais e culturais”.
Esta associação lança várias questões quanto à reprodução medicamente assistida. “Que importância terá a mãe para um bebé num futuro “artificialmente reproduzido”?” e “O que dirá uma mãe a um filho nascido de uma inseminação artificial post-mortem, de um pai que nem a mãe conheceu?”. as respostas “se não existir bom senso nos políticos” será dada pela natureza, adianta a associação referindo à discussão na assembleia da República do dossier referente à reprodução medicamente assistida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *