Igreja analisa situações das crianças no mundo: além do transtorno demográfico, a lacuna entre ricos e pobres.
Igreja analisa situações das crianças no mundo: além do transtorno demográfico, a lacuna entre ricos e pobres. “Juventude que desaparece? Solidariedade com as crianças e os jovens em uma época turbulenta”, o tema da assembleia plenária da academia Pontifí­cia de Ciências Sociais serviu para averiguar a situação dos jovens.
Num tempo em que “as taxas de natalidade declinam –e isto sucede inclusive nos países em vias de desenvolvimento–, as crianças fazem-se menos visíveis e as vozes de quem fala por elas também são mais fracas”, esclarece a presidente da academia.
a Igreja pretende então ser voz dos mais jovens e que esta chegue aos ouvidos dos que fazem as políticas sociais. Para que “os grandes temas da solidariedade e da subsidiariedade, e que a pessoa humana continue estando no centro de suas preocupações”, refere a catedrática de Direito na Universidade de Harvard, Mary ann Glendon.
Durante este encontro a par do “período de transtorno demográfico, de globalização que perturbou tantas expectativas económicas”, nota-se “uma grande lacuna entre ricos e pobres e uma situação na qual os que vivem na pobreza são em sua maioria mães e crianças”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *