Serão realizadas campanhas de porta em porta.
Serão realizadas campanhas de porta em porta. as autoridades sanitárias de Maputo, capital de Moçambique, informaram que vai ser disponibilizado o tratamento gratuito da malária, em todo o país. Todos os anos, a volta de 5 milhões de pessoas são afectadas por essa doença em Moçambique, que é também responsável pela morte de um milhão de pessoas, só no continente africano.
O vice-director nacional da Saúde, Martino Djedje, explicou que estão planeadas campanhas de porta em porta, assim como, a eliminação das águas paradas. Segundo a Missionary Internacional Service News agency (MISNa), o paludismo é a doença que leva mais pessoas a serem hospitalizadas, seguida pela tuberculose e pela sida.
Segundo a mesma fonte, Moçambique terá apontado o pagamento da dívida externa como responsável pelos limitados recursos económicos, utilizados nos campos da saúde e educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *