O dia amanheceu cheio de dúvidas. Chuva? Sol? Nem uma coisa, nem outra?! a chuva ficou para trás. O sol foi a nossa companhia.
O dia amanheceu cheio de dúvidas. Chuva? Sol? Nem uma coisa, nem outra?! a chuva ficou para trás. O sol foi a nossa companhia. Foi um dia cheio de contrastes. Que fazem pensar. as ruí­nas de Pompeia de manhã. Cidade soterrada sob a lava do Vesúvio fala-nos de morte, de sofrimento, de dor, enquanto o vulcão altaneiro continua vigilante, a observar o que dos escombros vai surgindo à luz do dia.
De tarde, a Costa amalfitana, cheia de beleza, de cor, de maravilha, propí­cia à evasão e ao sonho.
De manhã, de tarde, sempre presente a mão de Deus que ora nos deixa sorrir e folgar, ora nos dá motivos para parar, escutar e olhar. Um dia para agradecer a Nosso Senhor.
Beatriz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *