Cardeal patriarca de Lisboa pediu a Deus, “com fé, o dom de novas vocações sacerdotais”, e mais oração aos sacerdotes.
Cardeal patriarca de Lisboa pediu a Deus, “com fé, o dom de novas vocações sacerdotais”, e mais oração aos sacerdotes. “Um sacerdote sem intimidade pessoal com Jesus Cristo é um anacronismo, que empobrece a Igreja. Não hesiteis em limitar a actividade que for necessário para reservardes tempo para a oração”, afirmou o cardeal patriarca de Lisboa durante a missa Crismal.
a oração é um elemento fundamental para José Policarpo que assinala: ” Um sacerdote que celebra rezando e reza porque celebrou será sempre fermento fecundo de aprendizagem de oração no meio do povo, a que foi enviado como mediador da salvação”.
Durante a homilia, o cardeal referiu-se à pouca renovação do clero assinalando que um número significativo de sacerdotes “começa a sentir o peso dos anos e a fragilidade da doença”. aos membros do clero pediu que sejam “compreensivos e generosos em assumir responsabilidades que vos sejam confiadas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *