O lugar de culto “tem como objectivo ser um sinal tangí­vel do desejo de viver numa paz total e duradoura com os irmãos do norte”.
O lugar de culto “tem como objectivo ser um sinal tangí­vel do desejo de viver numa paz total e duradoura com os irmãos do norte”. a Igreja Católica coreana está a construir uma nova catedral a 10 quilómetros da fronteira que divide a pení­nsula. é um sinal, expresso durante a Páscoa, do desejo de reunificação e paz entre as duas Coreias.
“O novo lugar de culto, tal como a ressurreição de Cristo que celebramos na Páscoa, pretende ser um sinal tangí­vel do desejo de viver numa paz total e duradoura com os nossos irmãos do norte”, disse uma fonte católica da arquidiocese de Seul à agência de notícias asiaNews.
ao lado da catedral, a Igreja Católica começou a construção de um Centro da Unificação destinado a receber refugiados do norte e a preparar os leigos, especialmente os jovens, para a eventual reunificação. é uma maneira de ajudar na integração dos refugiados, ao mesmo tempo que se preparam a população para a futura reunificação.
actualmente, “é impossível ajudar os católicos do norte, que oficialmente nem existem. Estamos exclusivamente comprometidos com a ajuda humanitária. Na Páscoa, a entrega de ajuda alimentar vai ser ainda mais generosa que o habitual”, acrescentou a fonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *