a União Europeia condenou a violência que continua a acontecer no Nepal, onde as autoridades tentam conter e reprimir as manifestações contra a monarquia organizadas pela oposição.
a União Europeia condenou a violência que continua a acontecer no Nepal, onde as autoridades tentam conter e reprimir as manifestações contra a monarquia organizadas pela oposição. a ambas as partes foi pedido pela União Europeia (UE) que deixem a violência. ao mesmo tempo o monarca foi convidado a “tomar iniciativas para resolver os problemas actuais, restaurando a democracia e começando diálogos de paz com todas as forças políticas.
Pelo menos cinco pessoas morreram desde que começaram as manifestações na semana passada. Centenas foram presos durante os seis dias de greve geral exigindo que seja restaurada a democracia.
O rei Gayanendra tomou o controlo do poder executivo há um ano, alegando que o governo era incapaz de conter os rebeldes. Grupos nacionais e internacionais criticam a resposta violenta que as autoridades têm dado às manifestações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *