Um manuscrito, chamado “Evangelho de Judas”, vai ser publicado em várias línguas modernas no final de abril de 2006.
Um manuscrito, chamado “Evangelho de Judas”, vai ser publicado em várias línguas modernas no final de abril de 2006. a editora americana “National Geographic” anunciou que publicará o texto antigo do evangelho, de 31 páginas, no final de abril. O manuscrito foi encontrado em Genebra em 1983 e está escrito em língua copta.
O documento remonta ao século III ou IV e deriva de um documento anterior, redigido pela seita gnóstica dos Cainitas. Santo Ireneu de Lion, no seu livro “Contra as heresias”faz referência ao “Evangelho de Judas”, escrito por volta do ano 180.
Em entrevista à agência Zenit, o teólogo Thomas Williams explica que o documento apresenta Judas Iscariotes de maneira positiva. Segundo o decano da Faculdade de Teologia da Universidade Regina apostolorum, em Roma, o texto descreve Judas “obedecendo à ordem divina de entregar Jesus às autoridades para a salvação do mundo”.
O “Evangelho de Judas” pertence à colecção dos chamados “evangelhos gnósticos”. o gnosticismo surgiu em meados do século II, e o «Evangelho de Judas», se autêntico, provavelmente remonta ao final do século II.
Como explica Thomas Williams “uma das maiores diferenças entre as crenças gnósticas e o cristianismo refere-se às origens do mal no universo”. Os gnósticos atribuem o mal a Deus, que criou o mundo de um modo desordenado. Daí­ o esforço em reabilitar figuras como Cain e Esaú, do antigo Testamento. O mesmo procedimento é aplicado a Judas no manuscrito que está a ser traduzido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *