a Somália precisa de 326 milhões de dólares para prevenir a fome que ameaça o país, segundo um oficial das Nações Unidas.
a Somália precisa de 326 milhões de dólares para prevenir a fome que ameaça o país, segundo um oficial das Nações Unidas. a seca que afecta o nordeste africano tem sido particularmente devastadora na Somália, onde o novo governo controla apenas uma pequena parte do país. Cerca de metade do gado já morreu, informou Christian Balslev-Olesen, coordenador humanitário das Nações Unidas (ONU) para a Somália.
Christian disse numa conferência de imprensa que mais de dois milhões de pessoas, dum total de nove milhões de habitantes, já estão a receber ajuda alimentar e esperam-se mais de 10 mil mortes por mês caso não chegue mais ajuda.
Os senhores da guerra dominaram o país desde que foi derrubado o ditador Mohamed Siad Barre em 1991. Em Fevereiro, o novo governo do país voltou ao solo somali, até então o governo encontrava-se instalado no Quénia. Teme-se agora que esta graví­ssima crise humanitárias afecte todo o processo político.
a ONU vai lançar um apelo formal para ajuda humanitária esta sexta-feira, destinada a várias nações africanas. Só para a Somália são necessários 326 milhões de dólares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *