Um milhão de pessoas está a sofrer os efeitos da seca persistente no Burundi. São precisos 80 milhões de dólares americanos para ajudar estas pessoas.
Um milhão de pessoas está a sofrer os efeitos da seca persistente no Burundi. São precisos 80 milhões de dólares americanos para ajudar estas pessoas. Os doze mil refugiados burundeses que tinham fugido para a Tanzânia foram repatriados. Os habitantes do leste do Burundi fugiam da fome, devido à seca persistente que se verifica naquele país.
O governo burundês declarou recentemente as partes norte e leste dopaís como áreas de desastre e solicitou assistência alimentar internacional.
O Programa alimentar Mundial vai disponibilizar uma ração diária de 300 gramas de milho, 167 gramas de feijão, óleo, sal e cereais para bebés nos próximos dois meses.
São necessários, segundo o governo burundês, 80 milhões de dólares americanos para ajudar um milhão de pessoas atingidas pela fome. O governo do Burundi já disponibilizou uma verba de um milhão e meio de dólares americanos para a compra de alimentos para as zonas mais afectadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *