Estado não faz favor nenhum em apoiar a imprensa de inspiração cristã assente na “proximidade” e “independência”.
Estado não faz favor nenhum em apoiar a imprensa de inspiração cristã assente na “proximidade” e “independência”. ” a imprensa de inspiração cristã tem um dom sagrado e um carisma que mais nenhuma tem”. Por isso “não é favor nenhum o estado apoiar esta imprensa”, afirmou o cónego antónio Rego, durante a abertura oficial do sexto congresso da associação de Imprensa de Inspiração Cristã (aIC), esta manhã.
O representante da Comissão episcopal da cultura, dos bens culturais e das comunicações sociais reforçou a particularidade da imprensa de inspiração cristã enquanto veículo de informação assente na “proximidade” e com “independência”.
Sem pretender criticar instituições ou pessoas, antónio Rego pediu consideração pelo “património histórico” de que são portadores estes órgãos de comunicação.
a presidente do Instituto de Comunicação Social em representação do ministro dos assuntos parlamentares explicitou as alterações em curso no que diz respeito ao porte pago e aos incentivos directos. Reafirmou a necessidade de profissionalizar e modernizar as empresas de comunicação.
Em relação ao porte pago “as alterações não podem ignorar a concorrência e o pluralismo” das novas tecnologias, afirmou Teresa Ribeiro. Prevista está ” avançou – um portal de imprensa regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *