a assembleia-geral das Nações Unidas votou, por grande maioria, em favor da criação de uma nova organização dos direitos humanos, apesar das críticas dos Estados Unidos.
a assembleia-geral das Nações Unidas votou, por grande maioria, em favor da criação de uma nova organização dos direitos humanos, apesar das críticas dos Estados Unidos. O Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas, formado por 47 países, vai substituir a actual Comissão dos Direitos Humanos, formada por 53 países. a actual comissão tem recebido duras críticas por ter entre os seus membros países com registos dos direitos humanos problemáticos.
Os Estados Unidos votaram contra o plano, afirmando que as reformas não são suficientes, mas prometeram trabalhar com o novo conselho. O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Kofi annan, aplaudiu esta “resolução histórica, que dá à ONU a possibilidade, tão necessária, de um novo começo no seu trabalho em prol dos direitos humanos em todo o mundo”.
Já no ano passado annan tinha proposto substituir a desacreditada comissão, que nos últimos anos incluiu países acusados de graves violações dos direitos humanos como o Sudão, a China, Cuba e o Zimbabué.
O novo conselho vai ser constituído por membros eleitos pela assembleia-geral da ONU através de voto secreto sendo necessária uma maioria absoluta. Periodicamente vai ser analisada a situação dos membros do conselho, qualquer nação acusada de violações sistemáticas dos direitos humanos pode ser suspendida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *