Bispos portugueses esperam que Comissão Paritária se reúna para interpretar a Concordata porque há matérias que exigem respostas imediatas.
Bispos portugueses esperam que Comissão Paritária se reúna para interpretar a Concordata porque há matérias que exigem respostas imediatas. a Concordata e a sua regulação voltaram a ser um dos temas abordados pelo Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa reunido ontem em Fátima.
a aplicação da Concordata em casos concretos é uma das matérias que preocupa os bispos portugueses. Uma das questões que se coloca são os apoios do Estado à construção de novas igrejas, salientou o secretário e porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa, Carlos azevedo.
Os bispos portugueses esperam agora a Comissão Paritária se reúna para interpretar a Concordata porque há matérias que exigem respostas imediatas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *