O bispo da diocese de Santarém, Manuel Pelino exorta fiéis leigos a trabalharem na Igreja.
O bispo da diocese de Santarém, Manuel Pelino exorta fiéis leigos a trabalharem na Igreja. ” a Paróquia é uma casa aberta onde todos podem ser acolhidos. Tem na sua origem esta intenção bonita, a de estabelecer laços”, afirmou o bispo da diocese de Santarém, Manuel Pelino durante um colóquio sobre a vida das paróquias que efectuou durante a visita pastoral à paróquia da Ribeira Branca, em Torres Novas, de 24 a 26 de Fevereiro.
. Na comunidade original, a mesma que a de Pentecostes, “tudo era comum, viviam com alegria e não havia necessitados”. Hoje, apesar das mudanças existentes na sociedade, a paróquia “é hoje a instituição que congrega mais pessoas”, em especial nos momentos mais solenes da vida, como no casamento ou na morte de alguém, “é a paróquia que responde”. a igreja através da paróquia “responde a problemas da cultura, da integração social, de apoio à família e sobretudo nos momentos religiosos”. E “responde a toda a gente. a paróquia é onde a Igreja se torna presente de forma mais acessível. O pároco faz a unidade e distribui os dons da igreja. Não é só para elites e cristãos empenhados”, frisou o prelado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *