autoridades do Laos acusaram os detidos de organizarem uma liturgia de oração de Natal sem autorização. Desmantelaram o cenário montado na Igreja, cortaram a eletricidade e destruí­ram o sistema de som
autoridades do Laos acusaram os detidos de organizarem uma liturgia de oração de Natal sem autorização. Desmantelaram o cenário montado na Igreja, cortaram a eletricidade e destruí­ram o sistema de som a operação policial ocorreu no final do ano, mas só agora foi tornada pública, através de informações enviadas à agência Fides. Um grupo de polícias entrou numa igreja cristã no dia 29 de dezembro, na aldeia de Nakanong, no Laos, e deteve pelo menos sete fiéis, sob a acusação de terem organizado uma liturgia de oração de Natal sem autorização. Segundo relatos recolhidos por uma organização de defesa dos direitos humanos e da liberdade religiosa, a polícia deteve três líderes da comunidade cristã evangélica e mais quatro cristãos que se encontravam no templo. após as detenções, desmantelou o cenário montado para a celebração, cortou a eletricidade, destruiu o sistema de som e apreendeu três telemóveis. a organização exorta o governo do Laos a libertar imediatamente os detidos e a respeitar o direito à liberdade religiosa, os direitos garantidos pela Constituição e pela Convenção Internacional de Direitos Civis e Políticos das Nações Unidas, que confirma o direito individual a professar livremente qualquer religião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *