O apoio deverá contribuir para enfrentar as complicações existentes naquele país da américa do Sul
O apoio deverá contribuir para enfrentar as complicações existentes naquele país da américa do Sul Os responsáveis pela organização portuguesa assistência Médica Internacional (aMI) decidiram que em 2019 vão conceder um financiamento no valor de 30 mil euros à assomeluv, uma organização formada por cerca de 300 médicos luso-venezuelanos, que prestam auxílio direto à comunidade luso-descendente de cinco cidades da Venezuela.

O financiamento surge na sequência de um pedido da organização venezuelana ao movimento humanitário português. O apelo chegado do outro lado do atlântico procura reunir meios que permitam fazer face às dificuldades que as populações enfrentam atualmente naquele país da américa do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *