Conferência Episcopal do Congo vai distribuir os seus observadores por todo o território para se certificarem do correto funcionamento das assembleias de voto nas eleições presidenciais
Conferência Episcopal do Congo vai distribuir os seus observadores por todo o território para se certificarem do correto funcionamento das assembleias de voto nas eleições presidenciais O secretário-geral da Conferência Episcopal do Congo (CENCO), padre Donatien Nshole, anunciou esta semana a acreditação de cerca de 40 mil observadores, no âmbito do compromisso da Igreja Católica para um correto funcionamento das eleições presidenciais, legislativas e locais na República Democrática do Congo, agendadas para 23 de dezembro. a CENCO não pode ocupar-se sozinha das 75 mil mesas eleitorais, pelo que trabalhará em colaboração com outros observadores internacionais, adiantou o sacerdote à agência Fides, explicando que a escolha dos observadores foi apoiada pelo Reino Unido, Suíça, Países Baixos, França, Canadá e Bélgica e pela União Europeia. Segundo Donatien Nshole, a Conferência Episcopal não está autorizada a publicar os resultados das eleições, mas como observadora pode dizer que os resultados divulgados pela Comissão Eleitoral Independente estão de acordo com os recolhidos pelos observadores no terreno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *