Ministério da Saúde está a intensificar as ações de sensibilização para erradicar a comercialização de fármacos em locais não autorizados, como os mercados ou as ruas
Ministério da Saúde está a intensificar as ações de sensibilização para erradicar a comercialização de fármacos em locais não autorizados, como os mercados ou as ruas Os locais para venda de medicamentos são as farmácias e os hospitais. Esta é a mensagem que o Ministério da Saúde de Moçambique quer fazer passar junto dos consumidores, através das ações de sensibilização que está a promover em todo o país, para tentar acabar com a comercialização de fármacos em locais inapropriados, como os mercados e a via pública. Numa destas ações, os técnicos deslocaram-se ao mercado de Xipamanine, em Maputo, onde alertaram vendedores e utentes para os perigos do consumo de medicamentos adquiridos em locais não autorizados e sem prescrição médica, e apelaram à denúncia dos casos de venda ilegal, através de uma linha telefónica criada especificamente para este assunto. Segundo João Grachane, do Ministério da Saúde, as autoridades sanitárias pretendem, com esta campanha, eliminar definitivamente a venda ilegal de fármacos, pois um medicamento vendido na rua ou num mercado pode estar dentro do prazo de validade mas já não ser de qualidade. Porque não foi conservado nas devidas condições, o medicamento não vai ter eficácia ou atividade para a qual foi produzido. Muito pelo contrário, pode agravar ainda mais o estado de saúde e, em alguns casos, levar à morte do doente, sublinhou o responsável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *