Esta semana chegaram a Lisboa seis famílias de refugiados da Síria e do Sudão do Sul. Foram as primeiras de um total de 1. 010 que o país se comprometeu a receber ao abrigo do novo programa de reinstalação da União Europeia
Esta semana chegaram a Lisboa seis famílias de refugiados da Síria e do Sudão do Sul. Foram as primeiras de um total de 1. 010 que o país se comprometeu a receber ao abrigo do novo programa de reinstalação da União Europeia O alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (aCNUR) saudou esta semana a chegada a Lisboa de seis famílias de refugiados da Síria e do Sudão do Sul, as primeiras de um total de 1. 010 refugiados que Portugal se comprometeu a receber até outubro de 2019, vindos da Turquia e do Egito. Este programa de reinstalação, coordenado pela União Europeia, é o mais ambicioso realizado em Portugal até agora e demonstra o forte compromisso do país com a proteção de refugiados, salientou a diretor do aCNUR para a Europa, Pascale Moreau. Segundo a responsável, os municípios e organizações não governamentais de todo o país irão ajudar os refugiados, que beneficiarão de um apoio inicial que inclui alojamento e necessidades básicas enquanto aprendem português e procuram emprego. Terão ainda acesso a cuidados de saúde e educação, bem como formação profissional e vocacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *