as renúncias de advento dos fiéis madeirenses serão utilizadas para prestar auxí­lio às pessoas mais pobres do arquipélago e às vítimas do conflito sírio
as renúncias de advento dos fiéis madeirenses serão utilizadas para prestar auxí­lio às pessoas mais pobres do arquipélago e às vítimas do conflito sírio a quantia reunida pelos cristãos do Funchal (Madeira), como resultado das suas renúncias no período de preparação para o Natal, será recolhida dias 5 e 6 de janeiro, e destina-se, em partes iguais, à campanha Deixe-me viver a minha infância, promovida pela Fundação ajuda a Igreja que Sofre (aIS) com o objetivo de auxiliar diretamente crianças e jovens traumatizados pela guerra na Síria, e ao Fundo Social Diocesano, que leva uma ajuda mais eficaz às situações de pobreza real, muitas vezes envergonhada, no arquipélago.
a quadra natalícia será também assinalada no Funchal com a realização das chamadas Missas do Parto, uma novena realizada habitualmente ao final da madrugada e que se constitui como uma tradição particular do arquipélago da Madeira, durante a qual se cantam versos populares em honra de Maria e do Menino Jesus, alguns dos quais remontam aos iniciais povoadores do arquipélago.
a pensar nas celebrações religiosas que se avizinham, os responsáveis pela diocese do Funchal decidiram publicar um guião com propostas para as homilias realizadas a partir do próximo sábado, de 15 de dezembro. a publicação tem como tema Ser cristão, viver em missão. E se for este o significado do Natal?.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *