O objetivo é que os praticantes de desporto de alto rendimento não abandonem os cursos nem o seu percurso desportivo
O objetivo é que os praticantes de desporto de alto rendimento não abandonem os cursos nem o seu percurso desportivoCom o objetivo de incentivar atletas olímpicos e paralímpicos a conciliarem a carreira académica com a desportiva, impedindo o abandono dos estudos ou do desporto de alto rendimento, foram concedidas 46 bolsas de educação na última quarta-feira, 12 de dezembro, pela sexta vez, no âmbito da iniciativa Vamos passar a chama aos campeões do futuro, promovida pelos Jogos Santa Casa.

Os serviços de comunicação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) dão o exemplo de três atletas beneficiários desta iniciativa que aliaram duas carreiras distintas, tendo assim uma opção para quando abandonarem o desporto de alto rendimento. Teresa Portela foi campeã da Europa de canoagem em K2 200m e licenciou-se em Fisioterapia, estando atualmente a concluir o do curso de Osteopatia.

Diogo abreu subiu a vários pódios internacionais em Ginástica, na disciplina de trampolins, e concluiu o curso de Engenharia Eletrotécnica. O nadador Daniel Videira alcançou a prata nos 400 metros livres e o bronze nos 100 metros livres, na classe S6 do Campeonato da Europa IPC. Também terminou o mestrado em Ciências Farmacêuticas e encontra-se agora a fazer um mestrado em Farmacologia aplicada.

a cerimónia de atribuição de bolsas decorreu no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa. a sessão contou com a participação de José Manuel Constantino, presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Lourenço, presidente do Comité Paralímpico de Portugal, João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto, e de Edmundo Martinho, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. a iniciativa permitiu já a atribuição de 216 bolsas, com um valor superior a 600 mil euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *