Em muitas sociedades, as pessoas com deficiência acabam frequentemente isoladas e vítimas de discriminação. ONU pede mais empenho na inclusão social, quer Política, quer económica
Em muitas sociedades, as pessoas com deficiência acabam frequentemente isoladas e vítimas de discriminação. ONU pede mais empenho na inclusão social, quer Política, quer económica O secretário-geral das Nações Unidas, antónio Guterres, alertou esta segunda-feira, 3 de dezembro, para as situações de isolamento e discriminação a que ainda são votadas muitas das pessoas com deficiência e pediu um esforço aos governos para a redução efetiva da desigualdade e promoção da inclusão social. Em muitas sociedades, as pessoas com deficiência acabam frequentemente desconectadas, vivendo isoladas e enfrentando discriminação. É preciso integrar as vozes e preocupações destas pessoas nas agendas e políticas nacionais e implementar a Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, em todos os contextos e em todos os países, afirmou o líder da ONU. Na sua mensagem para o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinala esta segunda-feira, Guterres recorda que apesar do crescente número de boas práticas, os deficientes ainda estão em desvantagem, pelo se torna essencial reafirmar o compromisso de trabalhar por um mundo melhor, inclusivo, equitativo e sustentável para todos, onde os direitos das pessoas com deficiência sejam plenamente realizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *