Mais de 600 cidadãos brasileiros conseguiram autorização de residência através do programa que atribui vistos especiais a quem compra imóveis ou investe em empresas portuguesas
Mais de 600 cidadãos brasileiros conseguiram autorização de residência através do programa que atribui vistos especiais a quem compra imóveis ou investe em empresas portuguesasDesde que foi criado o programa de autorizações de Residência para atividade de Investimento (aRI), em 2012, as autoridades portuguesas já atribuíram 6. 320 vistos dourados a cidadãos estrangeiros que compraram imóveis em território nacional, e 355 a quem cumpriu com os critérios de transferência de capital. a China lidera a lista, com 3. 981 vistos, seguida do Brasil, com 608. Segundo dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), o investimento resultante da concessão dos chamados vistos gold caiu 12 por cento nos primeiros 10 meses deste ano, comparativamente com igual período de 2017, para 667 milhões de euros. ainda assim, só em outubro último, foram atribuídas 125 autorizações de residência ao abrigo do aRI, sendo 118 por compra de imóveis (66 milhões de euros) e sete por transferência de capital (sete milhões de euros). Em seis anos, o investimento acumulado no âmbito deste programa ultrapassou os quatro mil milhões de euros. a aquisição de imóveis captou uma soma equivalente a 3,6 mil milhões de euros, enquanto a transferência de capitais ascendeu a 380 milhões de euros, revela a agência Lusa. além da China e Brasil, na lista de países com mais vistos dourados atribuídos consta também a África do Sul (265), a Turquia (264) e a Rússia (232).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *